894042901-oracao-trump

Pastores oram por Trump e pedem que Deus lhe dê ‘sabedoria sobrenatural’

Um número de pastores se reuniram em torno do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, colocando suas mãos sobre ele e clamando para que Deus lhe dê “sabedoria sobrenatural, orientação e proteção” durante um encontro no Salão Oval da Casa Branca, na última segunda-feira.

O pastor Rodney Howard-Browne compartilhou uma foto do círculo de oração, no qual o presidente Trump e o vice-presidente Mike Pence podem ser vistos ao centro, fechando os olhos e curvando suas cabeças.

“Ontem, eu fui convidado pela pastora Paula White para orar pelo nosso 45º Presidente – que momento de honra poder estar no Salão Oval – impondo as mãos e orando pelo nosso Presidente, pedindo por sabedoria, orientação e proteção sobrenaturais. Quem poderia imaginar? Vamos ver outro grande despertar espiritual”, escreveu Rodney ao postar a foto em seu perfil do Facebook.

Outros retratados em nas fotos tiradas no Salão Oval foram Jack Graham – pastor da Igreja Batista Prestonwood em Plano, Texas – e Michele Bachmann, ex-congressista republicana de Minnesota.

Johnnie Moore, ex-vice-presidente sênior da Universidade ‘Liberty’, na Virgínia, também esteve na reunião e depois disse à CNN que o encontro aconteceu depois que vários líderes cristãos do país foram convidados a conhecer o presidente.

“Nós também oramos pelo presidente Obama, mas é diferente com o presidente Trump”, disse Moore. “Quando estamos orando pelo presidente Trump, estamos orando no contexto de um relacionamento real, de amizade verdadeira”.

O pastor descreveu Trump como “absolutamente confiante, inteiramente no comando” durante a reunião.

“Ele também estava com bom humor”, disse Moore. “Ele estava tão forte e focado, no nível mais alto que já vi”.

O presidente ganhou de forma esmagadora, 81% dos votos de evangélicos brancos na eleição de novembro, segundo observou a AP, e um recente estudo da Centro de Pesquisas ‘Pew’.

Em um discurso pronunciado na conferência anual da Coalizão da Fé e da Liberdade em junho, Trump prometeu “apoiar sempre a comunidade evangélica e defender o seu direito e o direito de todos os americanos de seguir e viver pelos ensinamentos de sua fé”.

“E, como vocês sabem, estamos cercados. Mas vamos sair cada vez mais fortes e melhores do que nunca. Vocês lutaram muito por mim e agora estou lutando muito por todos vocês”, disse Trump.

O Dr. Jerry A. Johnson, presidente e diretor executivo da National Religious Broadcasters (NRB), disse aos evangélicos que devem se “entusiasmar” com as medidas que Trump tomou para proteger a liberdade religiosa.

“É muito encorajador”, disse ele. “Há uma mudança de tom, uma mudança de atmosfera, uma mudança de direção. Estávamos indo na direção da discriminação contra a religião, contra cristãos, contra o discurso cristão, o discurso religioso”.

“A liberdade religiosa é claramente uma alta prioridade para esta Casa Branca”, disse ele. “Isso é novo. Essa não era uma alta prioridade para a última Casa Branca”.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *