Fantoche

Série de vídeos usa fantoches para ensinar ideologia de gênero às crianças

Uma organização canadense lançou uma série de vídeos do YouTube com fantoches para ensinar às crianças que ideologia de gênero é normal. Os três vídeos apresentam crianças usando um boneco animado chamado Julien, que diz que seu nome já foi Julia.

Os vídeos mostram a transição de Julien de uma menina para um menino e incluem esquetes sobre o corte de cabelo do boneco, vestindo roupas novas e brincando com novos brinquedos específicos de gênero.

Fantoche 01

“Olá. Meu nome é Julien ”, diz o boneco em um vídeo introdutório. “Quando eu era pequena, as pessoas me chamavam de Julia e pensavam que eu era uma garotinha. Mas no meu coração, eu me sentia como um garotinho. Se você quer conhecer meu mundo, amigos e uma história maravilhosa, clique neste link”.

O link leva os espectadores a outros vídeos que estão disponíveis em inglês e francês e mostram a transição de Julien. “Eu me sinto triste”, diz ele no primeiro vídeo, enquanto menina. “Mesmo? Por que você se sente tão triste?”, pergunta uma amiga de Julien.

“Eu preciso que as pessoas parem de me chamar de Julia”, responde. “Bem, e como você quer que te chamem?”, indagou a amiga. “Julien”, o boneco responde. “Eu não sou uma garotinha. Eu nunca me senti como uma garota. Todo mundo acha que eu sou uma garotinha. Eu não quero mais usar vestidos ou roupas femininas”, responde.

A amiga de Julien diz a ele que será sua amiga e vai ao salão onde o boneco vai cortar o cabelo. Ela então diz a Julien: “Você sabia que existem muitas crianças como você no mundo? Existem milhões e milhões”. “Uau! Isso é maravilhoso”, responde Julien.

Os vídeos são patrocinados pela Fundação Jasmin Roy Sophie Desmarais, uma organização que luta contra “bullying, violência e discriminação contra crianças de escolas primárias e secundárias”. A organização também divulgou guias de estudo para pais e professores.

Jasmin Roy disse à CTV News que o recurso é necessário. “Agora, toda vez que você tiver uma criança na sua comunidade que esteja lidando com essa realidade, você terá uma ferramenta para ajudá-lo”, disse Roy.

Confira o vídeo “Julia está triste” (em inglês):

 

 

Fonte: Guiame

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *