12062__12373_1

Rabino-chefe de Israel pede à nação que se humilhe diante de Deus pelo fim da pandemia

 

O rabino-chefe de Israel, David Lau, pediu que toda população do país se envolva em um jejum contra a pandemia de Covid-19, novo coronavírus causado pelo SARS-CoV-2.

“Dias difíceis afetam Israel e o mundo”, escreveu Lau em carta a líderes de sinagogas de todo o país. “Neste momento, cabe a nós examinarmos a nossa alma”, afirmou o rabino que pediu que todos melhorassem seus caminhos em relação aos mandamentos divinos.

12062__12373_1
David Lau (direita) e Yitzhak Yosef (Foto: Yonatan Sindel / Flash90)

De acordo com o Jerusalém Post, o rabino convocou um jejum por pelo menos meia dia na quarta-feira (25). Para aqueles que não conseguissem, recomendou pelo menos a meditação e a abstenção de discurso que não esteja ligado a Torá.

A carta do rabino-chefe instrui os rabinos municipais a realizarem orações na quarta-feira nas sinagogas de todo o país. No entanto, essas reuniões de oração devem obedecer às regras do Ministério da Saúde que limitam as reuniões a 10 pessoas e ordena que as pessoas fiquem a dois metros de distância.

“O bom Senhor ouvirá nossas orações e responderá a nós e nos redimirá de todos os severos decretos. Ele salvará em Sua grande misericórdia seu povo Israel e todas as crianças do mundo que precisam. Uma petição em busca da Divina Misericórdia”, concluiu Lau.

Israel registra mais de 1.600 infectados pelo Covid-19, com 3 mortes e 49 recuperados.

 

Com informações: CPAD News

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *